Começar um negócio não é fácil. Muito antes de seu primeiro cliente fazer sua primeira compra, há muito esforço e planejamento para garantir que tudo esteja perfeito. Quando você finalmente está pronto para abrir suas portas (virtuais, ou não) para o público, você tem um novo conjunto de coisas a considerar, incluindo como construir - e manter - uma base de clientes. E-mail marketing pode desempenhar um papel fundamental na promoção e crescimento do seu negócio, mas não é tão simples. Assim como com o seu próprio negócio, é preciso muita preparação para garantir que seu marketing seja executado sem problemas.

Identificando seu público
Não importa o seu setor, você precisa saber quem é seu público - ou quem você quer que seu público seja - antes que você possa, efetivamente, se comunicar com ele. Isso pode parecer uma tarefa simples. Afinal, se você é um varejista de artigos esportivos, seu público-alvo pode ser do tipo atlético. Se você vender equipamentos para restaurantes, seu marketing provavelmente será focado em chefs e donos de restaurantes. Mas uma vez que, você começa a cavar um pouco mais, vai começar a identificar grupos menores de pessoas dentro de seu público que precisam de uma pequena consideração extra.

Digamos que você tenha aberto uma loja on-line para vender sua linha personalizada de roupas e acessórios para crianças. Você começou a criar uma base de clientes por meio de publicidade boca a boca e conectou sua loja a um ferramenta de automação de email, para manter seu banco de dados em sincronia e acompanhar facilmente os clientes que fizeram uma compra. Talvez, você também tenha adicionado um formulário de inscrição ao seu site ou a seus canais de mídia social, e você teve um número de pessoas que se juntaram à sua lista dessa maneira também. Todos esses inscritos compartilham um interesse em sua empresa, mas não estão necessariamente interessados ​no mesmo conteúdo.

As pessoas que fizeram uma compra em sua loja podem querer receber e-mails com instruções de cuidado sobre os itens que compraram, ou mensagens que sugerem outras coisas para comprar mais tarde. Aqueles que aderiram à sua lista por meio de um formulário de inscrição podem, em vez disso, querer seguir a história de sua marca ou simplesmente saber mais sobre seus produtos antes de fazer uma compra.

Como profissional de marketing, você não apenas precisa identificar seu público geral, mas também precisa dedicar um tempo para descobrir cada grupo exclusivo de inscritos e pensar em como alcançar todos eles. Se isso significa criar grupos em sua lista, permitindo que os assinantes escolham o tipo de conteúdo que gostariam de receber de você, ou algo totalmente diferente, as ferramentas de segmentação.

Desenvolvendo uma estratégia de comunicação
Uma vez que você tenha uma ideia clara de quem é seu público, comece a pensar em como se comunicará com eles. Aqui estão algumas coisas a serem consideradas:

Canais de comunicação: não há escassez de opções disponíveis para se conectar e se comunicar com seus clientes, mas isso não significa que eles sejam todos adequados para o seu negócio, em particular. Antes de começar a enviar, reserve alguns momentos para escolher as mídias que ajudarão você a alcançar os clientes certos e a expandir os seus negócios. Você pode, por exemplo, optar por enviar atualizações de e-mail regulares e de longa duração, para informar aos clientes sobre seus novos produtos, atualizações de blog, eventos futuros ou promoções especiais. Talvez você escolha interagir com os clientes nas mídias sociais ou, até mesmo, decidir criar um calendário de conteúdo eu uso muito o Asana para gerenciar todas as postagens no Facebook, Twitter, Pinterest, entre outros.

Freqüência de envio: se você enviar com muita frequência, você corre o risco de seus assinantes sairem ou cancelarem a assinatura. Se você enviar muito raramente, você corre o risco de ser esquecido - ou tê-los completamente anulados a assinatura. Todo público é diferente, então você deve experimentar um pouco antes de determinar a frequência ideal para sua lista. Algumas empresas obtêm sucesso enviando apenas quando têm algo importante para compartilhar, enquanto outras dependem do desenvolvimento de campanhas de e-mail oportunas com recursos de automação.

Determinando sua mensagem
Agora que você sabe quem é seu público e quando ele receberá suas mensagens, é hora de decidir o que você quer dizer. Tente responder a estas duas perguntas:

O que meu público espera? Cada pessoa na sua lista de discussão se juntou por um motivo e, provavelmente, tem certas expectativas sobre que tipo de email eles estarão recebendo. Tente atender e exceder essas expectativas criando uma experiência personalizada e agradável para os seus clientes. Envie campanhas com imagens bonitas e descrições completas de produtos e recomendações e considere oferecer informações exclusivas sobre sua marca ou seus produtos. Se você tiver um blog, crie uma Campanha RSS para facilitar o acompanhamento das pessoas. Ou crie uma série de automação de email marketing para receber novos clientes em sua lista ou apresentar novos inscritos à sua marca. Por fim, esforce-se ao enviar instruções úteis após o cliente adquirir um determinado item. Melhor ainda, recomende produtos para seus clientes .

Quais são meus objetivos? Quer expandir seu público? Crie um e-mail envolvente que os clientes desejem compartilhar com seus amigos e torne-o fácil adicionando nossas opções de compartilhamento social à sua campanha. Quer vender mais coisas? Use seu e-mail para anunciar novos produtos e conecte sua loja para incluir botões de compra para facilitar. Quer cutucar alguns assinantes inativos? Crie uma campanha de automação de reengajamento do cliente, ou ofereça incentivos para incentivá-los a voltar.

O que funciona bem para um negócio pode não ser eficaz para outro, por isso é importante dedicar um tempo para desenvolver seu plano - e estar pronto para trabalhar, se necessário. Pode parecer assustador, mas, a longo prazo, ajudará você a melhorar o envolvimento, manter seus clientes satisfeitos e gerar receita.